“Estamos cada vez mais firmes na fé”, diz Marden Júnior ao destacar “sentimento de gratidão” no encerramento da Romaria 2022
Prefeitura de Trindade

“Estamos cada vez mais firmes na fé”, diz Marden Júnior ao destacar “sentimento de gratidão” no encerramento da Romaria 2022

Celebração ocorreu no Santuário Basílica, logo após a Procissão Luminosa, iniciada no final da tarde de domingo (03/07).

Prefeito ressalta bons resultados da primeira romaria presencial que a gestão ajudou a organizar em apenas três meses, tempo recorde em face das oscilações da pandemia de Covid-19.

“Muito obrigado a cada romeiro que esteve em Trindade. Aviso que as portas da cidade estão abertas para vocês, o ano inteiro.

Agradeço aos colaboradores, aos outros que trabalharam duro para que tudo acontecesse da melhor forma”, pontua

O céu iluminado por fogos de artifício marcou o final da Romaria do Divino Pai Eterno de 2022. A celebração de encerramento ocorreu no Santuário Basílica, logo após a Procissão Luminosa, iniciada no final da tarde.

O prefeito de Trindade Marden Júnior se despediu da primeira Romaria do Divino Pai Eterno presencial que sua gestão ajudou a preparar. “Estamos cada vez mais fortes, mais firmes na fé, com uma cidade ainda melhor”, disse.

Marden Júnior festejou os bons resultados da edição deste ano, que contou com todo o apoio da gestão, e que foi organizada em três meses, tempo recorde por causa das oscilações da pandemia de Covid-19.

“O sentimento é de gratidão, de amor pela nossa cidade, pelas nossas raízes, por tudo que construímos ao longo desse um ano e meio de mandato”, afirmou o prefeito.

“Este foi um domingo repleto de muita alegria, de reflexão, porque, quando olhamos para trás, naquele momento não se enxergava uma luz no fim do túnel, e hoje podemos realizar a Romaria que, com certeza, gera um sentimento de gratidão vinda do coração”, destacou Marden Júnior.

 

Marden Júnior fez questão de dirigir   agradecimentos especiais. “Muito obrigado a cada romeiro que esteve em Trindade. Aviso que as portas da cidade estão abertas para vocês, o ano inteiro”, disse. “Obrigado aos colaboradores, aos outros que trabalharam duro para que tudo acontecesse da melhor forma. Minha gratidão e minha oração para que Deus dê saúde e que ano que vem realizemos uma festa ainda melhor”, pontuou.

Este ano, o grupo junino Fogo de Palha, de Trindade, se apresentou na Igreja Matriz antes da saída da procissão. O grupo conta a história que deu origem à Romaria. Ao final, a imagem do Divino Pai Eterno seguiu com os integrantes e demais romeiros, em procissão até a Basílica.

Celebração
A celebração de encerramento na Basílica foi conduzida, pela primeira vez, pelo Arcebispo de Goiânia, Dom João Justino, que tomou posse há poucos meses.

“É uma alegria enorme estar aqui. Conhecia (a Romaria de Trindade) pelos meios de comunicação, via a maravilha que é essa festa, mas participar é algo muito especial, verdadeiramente maravilhoso, especialmente após dois anos sem poder celebrar, ver o povo acorrer com tanta fé e tanta devoção”, declarou o arcebispo.

O Superior Provincial dos Redentoristas de Goiás, padre André Ricardo de Melo, destacou a retomada da romaria. “Temos que agradecer a Deus a possibilidade do recomeço. Romeiros, missionários, sacerdotes, trazíamos todos no coração um desejo imenso de viver novamente esse momento, mas graças ao Pai Eterno podemos celebrar hoje essa belíssima festa, e ano que vem, com fé em Deus, novamente”, ressaltou.

Em Trindade na terceira romaria, Geângela Alves dos Santos, de Poço Redondo, Matrinchã, veio de caravana com 45 romeiros e estava embevecida com o final das celebrações. “É uma grande alegria estar aqui, para honra e glória do Senhor. Vencemos o Covid-19 três vezes na minha casa”, afirmou.

Depois, entre lágrimas, disse que se lembrava do avô. “Ele me ensinou essa devoção no Pai Eterno”, afirmou Geângela.

Vinda de Luziânia, Jaciara Teles disse que assistir ao final da Romaria despertou uma “sensação inexplicável”. Segundo ela, “só quem sente a emoção de estar aqui, novamente, é que sabe como é voltar depois de dois anos”.

Marciel José Pereira, de São Francisco de Goiás, experimentou esta emoção pela primeira vez. Além das celebrações ele enfatizou o quanto gostou da cidade: “Hospitaleira demais, vou voltar, com certeza”.

Fonte Prefeitura de Trindade

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *