Damares é surpreendida por manifestantes no Estados Unidos
Cidades

Damares é surpreendida por manifestantes no Estados Unidos

O parlamentar Medeiros que acompanhava a ministra na inauguração do Espaço Mulher do Consulado Brasileiro se envolveu em uma confusão

O deputado federal José Medeiros (PL) se envolveu em uma confusão em Nova Iorque, nesta quinta (17), e está sendo acusado de agressão por uma manifestante brasileira que vive na cidade. O parlamentar acompanhava a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, durante a inauguração do “Espaço da Mulher Brasileira” no Consulado-Geral do Brasil na cidade americana.

O parlamentar acompanhava a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, e foi acusado de destruir a faixa de ativistas com os dizeres “Damares Mente” e “Ganhadora da Medalha do Genocidio Indigena”. Ele, inclusive, aparece em vídeos e fotos, próximo as manifestantes.

A manifestação era contra Damares, que recebeu ontem do presidente Jair Bolsonaro (PL) uma medalha de mérito indigenista. Em um cartaz, os manifestantes escreveram “Damares mente”. Durante o discurso da ministra, eles fizeram palavras de ordem e Damares deixou que as manifestantes se pronunciassem.

 

“Ele estava do lado da ministra e veio de lá da frente e começou a puxar a faixa que eu segurava, até conseguir arrancar da minha mão. Eu disse que ele não podia fazer isso, não pode tirar uma propriedade de alguém, pela legislação daqui. Ele saiu correndo para uma sala e eu fui atrás, tentar buscar a minha faixa, mas fecharam a porta contra mim”, relata Natália Campos, que acusa o deputado. Ela diz que o protesto era para se posicionarem contra medalha concedida a Damares, “que deveria ser por méritos anti indigenistas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *